sexta-feira , 12 abril 2024
Lar Sem categoria Dengue: SUS aprovou vacina em 2016, mas empresa desistiu de processo
Sem categoria

Dengue: SUS aprovou vacina em 2016, mas empresa desistiu de processo

Em 2017, laboratório Sanofi pediu incorporação ao SUS da vacina contra a dengue Dengvaxia. Contudo, desistiu do processo. Entenda o motivo.
Há oito anos, a Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso de uma vacina contra a dengue no Brasil. A Dengvaxia, do laboratório Sanofi, chegou a pedir a incorporação do imunizante ao Sistema Único de Saúde (SUS), mas desistiu do processo, e o fármaco acabou nunca disponibilizado na rede pública.
Para que uma vacina seja incorporada pelo SUS, é preciso que seja aprovada pela Anvisa e pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias (Conitec) do Ministério da Saúde. Em 2017, a Sanofi entrou com pedido para que a tecnologia fosse avaliada pelo comitê. Entretanto, o processo de avaliação foi encerrado a pedido do próprio laboratório.
A Sanofi justificou que a bula do imunizante seria o motivo para a desistência. “A abordagem de administração de Dengvaxia é a de ‘testar e vacinar’, pois a vacina é indicada para quem teve infecção comprovada por dengue. Há necessidade de exposição prévia ao vírus da dengue, comprovada por diagnóstico anterior com confirmação laboratorial, ou por intermédio de teste sorológico reagente para anticorpos contra a doença”, informou a empresa.
Naquela época, em 2017, a Sanofi entendeu que garantir a triagem sorológica antes da vacinação seria uma medida de difícil execução para um programa público de vacinação, o que tornaria a utilização universal um desafio.

Apesar disso, desde 2016, o imunizante fabricado na França tem autorização para ser comercializado no Brasil e pode ser comprado por iniciativas privadas e disponibilizado para o público. A Sanofi destacou que a dose é “segura e eficaz, indicada para proteção contra os quatro sorotipos da dengue”, desde que para pessoas infectadas previamente pela doença.

 

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Recentes

Categorias

Recent Comments

Nenhum comentário para mostrar.

Artigos relacionados

Morte de quilombola faz TJ retomar caso contra transporte ilegal em GO

Após 8 anos de caso engavetado, TJ obriga prefeitura a ofertar transporte...

Diretoria

Sindetran-DF O Sindicato dos Servidores do Departamento de Trânsito do Distrito Federal...

Entenda: plano de segurança do governo vai além do controle de armas

Controle de armas, proteção da região amazônica, combate ao tráfico de drogas,...

Lula defende punição severa a agressores de Alexandre de Moraes

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que agressões como a...